Comando da PM envia ofício aos batalhões para ‘lembrar’ que bico é proibido

Após receber um ofício do MPT (Ministério Público do Trabalho) encaminhando cópia do acórdão do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) lembrando que é proibido o policial militar fazer “bicos” como segurança privado, o comandante do policiamento metropolitano da Polícia Militar corporação, Francisco de Assis Ovelar, enviou um comunicado sobre o assunto aos batalhões na última terça-feira (13).

O coronel avisou, no ofício, que os militares trabalham em regime de dedicação exclusiva e que não podem atuar como vigilantes patrimoniais privados ou vigias. As empresas que contratarem os militares, ainda que sem registro, mas que prestem serviço serão multadas.

A assessoria da Polícia Militar não informou se o número de militares que fazem bico aumentou, mas disse que o que motivou a circular foi o ofício do MPT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *