Esfaqueado durante roubo de R$ 100,00 vigilante não resiste e morre

Depois de 40 minutos de tentativas de reanimação, promovidas pelos socorristas do Corpo de Bombeiros e do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) morreu o vigilante  conhecido como Francisco Lagoa, 56 anos,  funcionário do Posto Cabrini, que fica na esquina das ruas Zulmira Borba com Alberto da Veiga, no Bairro Nova Lima, região norte da cidade.

Ele foi esfaqueado na altura da barriga por um assaltante, que rendeu os frentistas do posto, atacou-o e fugiu de motocicleta em companhia de um companheiro, levando R$ 100,00. Conforme um dos frentistas, que não quis se identificar, os dois ladrões eram magros e altos, com cerca de 1,80 metro. Eles deixaram o local em uma motocicleta Honda Titan azul, modelo antiga.

O frentista, que trabalha no posto de combustível há 11 meses, disse nunca ter sofrido assalto neste período. “O cara já chegou esfaqueando o vigia Lagoa, sem necessidade alguma. Por maldade”, relatou. Durante  as  tentativas de reanimação, o trabalhador teve várias paradas cardíacas. Seu estado de saúde era tão grave que os socorristas antes de removê-lo para Santa Casa, prestaram o primeiro atendimento num canteiro existente próximo ao pátio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *