Conselho Fiscal e assembleia de trabalhadores aprovam contas do sindicato

pareceresReunidos entre os dias 09 e 10 de fevereiro na sede do Seesvig-MS para verificar os documentos administrativo, contábeis, econômico, financeiros e patrimoniais dos movimentos operacionais referentes aos períodos  de 01 de novembro de 2014 a 31 de dezembro de 2014; 01 de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2015  e 01 de janeiro de 2016 à dezembro de 2016, os membros do Conselho Fiscal, acompanhados do contador da entidade, Arley Recalde, após analisarem minuciosamente os documentos e não encontrado nada que desabonasse a conduta da atual diretoria na condução dos interesses da categoria, aprovou, sem ressalvas as contas, verificando que as referidas demonstrações refletem a situação financeira, a estrutura patrimonial e os resultados das atividades, recomendando sua aprovação pela soberana assembleia da categoria.

Convocados para participarem da assembleia geral na sexta-feira, dia 10, nas dependências da do sindicato, à partir das 19h30, através de edital de proclamas em jornal de grande circulação para discutir e aprovar as contas da entidade, os trabalhadores ouviram atentamente o parecer do Conselho Fiscal relativas as contas analisadas e da mesma forma, optaram por aprovar as atividades desenvolvidas pelo presidente Celso Adriano Gomes da Rocha e sua Diretoria de Frente de Lutas, no estrito interesse dos trabalhadores em segurança privada de Campo Grande e Região.

Durante a assembleia geral, o presidente do Conselho Fiscal, Logan Santos e o diretor financeiro da entidade, José Edelício responderam todas as indagações que sugiram com relação a fiel aplicação dos recursos arrecadados da entidade e tomou conhecimento das dificuldades enfrentadas pela direção com relação as empresas inadimplentes, que apesar de descontarem a contribuição dos trabalhadores filiados, não tem repassado ao sindicato, praticando crime de “apropriação indevida”, motivo de muitas ações ajuizadas pelo sindicato. “Se essas empresas tivessem repassando corretamente ao sindicato a contribuição dos filiados, nossa situação financeira seria mais saudável e poderíamos ajudar muito mais nossos companheiros”, disse José Edelício, diretor financeiro do Seesvig-MS.

Além da estrutura com a sede do sindicato, o Seesvig-MS mantém ainda duas sub-sedes: Três Lagoas e Corumbá, onde atende os trabalhadores com assistência jurídica permanente, cortes de cabelos, convênios, além de orientações gerais de seus direitos e isso gera um custo muito alto, especialmente em função da distância onde estão localizadas essas sub-sedes. “Tem sido um esforço muito grande desta administração em apoiar e estar presente diariamente na vida do vigilante na sua missão de defender vidas e patrimônios”, disse Edelício.

Após ouvirem as explicações do Conselho Fiscal, do diretor financeiro e do contador da entidade, os trabalhadores presentes à assembleia geral extraordinária, votaram favoráveis ao parecer que apontavam estarem corretas as contas do sindicato, ficando ainda os documentos disponíveis na sede da entidade para que qualquer trabalhador filiado possa tirar suas dúvidas sobre a correta aplicação dos recursos arrecadados da contribuição sindical e associativa do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Segurança Privada de Campo Grande e Região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *