Paraná: Audiência no TRT pode encerrar greve que afeta caixas eletrônicos

Sindicato das empresas de transporte de valores entrou com um pedido de dissídio coletivo e TRT-PR vai analisar o caso. Paralisação dos trabalhadores já afeta o abastecimento de caixas eletrônicos


Uma audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho do Paraná (TRT-PR), agendada para hoje, dia 6 , pode encerrar a greve dos seguranças que trabalham no transporte de valores com carros-fortes. A paralisação da categoriam em greve desde o dia 1 em todo Paraná, já afeta a disponibilidade de dinheiro em caixas eletrônicos instalados em locais de grande movimentação em Curitiba e em grandes cidades do interior.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Transporte de Valores e Escolta Armada do Paraná (Sindeesfort-PR), Paulo Sérgio Gomes, o sindicato patronal entrou com uma ação pelo dissídio coletivo, por isso a audiência será realizada.

Reivindicações

Segundo o presidente do Sindeesfort-PR, Paulo Sérgio Gomes, o impasse surgiu na semana passada, quando foi aprovado, no dia 26 de janeiro, um indicativo de greve . Como a proposta patronal não melhorou, a paralisação foi confirmada. “Não houve nova proposta e mantiveram o que foi ofertado lá atrás, que era a reposição da inflação mais a renovação da convenção coletiva por dois anos.” O sindicato pede aumento acima da inflação.

A categoria reivindica reajuste salarial de 13%, convênio médico totalmente custeado pelas empresas, e inclusão do adicional de 30% por risco de vida no 13º salário e nas férias. Além dos seguranças de carros-fortes, os chamados de tesoureiros também estão em greve. Eles são responsáveis pela montagem de malotes e contagem de dinheiro nas empresas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *