Mais um banco foi assaltado no MS, desta vez foi o BB de Ribas do Rio Pardo

Mais uma agência bancária foi assaltada no Mato Grosso do Sul, mostrando que o Estado se tornou corredor do crime organizado do País. O novo assalto aconteceu hoje, dia 14 por volta das 09h, em Ribas do Rio Pardo, município distante a 103 km de Campo Grande e colocou o Estado em alerta contra a onda de crimes que vem preocupando os sul-matogrossenses.

Somente nos primeiros meses de 2012, seis ações do crime organizado entre assalto a banco e arrombamento em caixas eletrônicos, assustou a população, inclusive o mais recente ocorreu também hoje, 14, em Campo Grande por volta das 4h da manhã, quando três homens invadiram uma farmácia localizada na avenida dos Cafezais, no Jardim das Macaúbas para explodir com dinamites o caixa eletrônico, mas o alarme disparou, o que afugentou  os miliantes.
No assalto ocorrido em Ribas do Rio Pardo, por muita sorte, não houve maiores conseqüências para os vigilantes, funcionários e clientes do banco, pois os bandidos agiram rápido, mas sem violência, em função da tranqüilidade com que os vigilantes se comportaram durante a ação dos marginais.
Tão logo tomou conhecimento do fato, membros do sindicato dos vigilantes de Campo Grande e Dourados deslocaram-se rapidamente para o município de Ribas do Rio Pardo para prestar total assistência aos vigilantes, ainda abalados pela inesperada situação vivenciada, atitude que deveria ser realizada pela empresa onde prestam serviços, a Fortesul, mas que não compareceu, apenas telefonou, mostrando preocupada apenas com as armas que os bandidos levaram.
Em plena campanha salarial, os vigilantes discutem com as empresas, além de uma remuneração digna pelo trabalho que executam, um adicional de 30% no salário pelo constante perigo de morte a que estão sujeitos diariamente. Mas indiferentes ao que vem sendo constatado nos últimos anos, quando muitos vigilantes perderam suas vidas no cumprimento do dever, os “patrões” continuam afirmando que a atividade não tem risco e se recusam a oferecer este percentual, além de outros benefícios que garantam maior tranqüilidade ao trabalhador da segurança privada e seus familiares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *